Siga-nos no Google Plus Siga-nos no twitter Siga-nos no FaceBook

Liga Mundial de Vôlei 2013 – Seleção Brasileira Masculina de Vôlei vence a Bulgária e assume a liderança do Grupo A

5 de julho de 2013
Por

 

 Liga Mundial 2013 - Brasil x Bulgaria  - Foto :  Alexandre Arruda/CBV

Liga Mundial 2013 – Brasil x Bulgaria – Foto : Alexandre Arruda/CBV


O Brasil venceu e, com o resultado de 3 sets a 1, ultrapassou a Bulgária na liderança do Grupo A da Liga Mundial. Nesta SEXTA-FEIRA (05.07), a equipe brasileira jogou contra a búlgara no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, e venceu com parciais de 24/26, 25/17, 25/20 e 25/23, em 1h47. Com o placar, o time comandado pelo técnico Bernardinho chegou a 16 pontos e a Bulgária, que até o início da partida era líder, manteve os 13.

As duas seleções voltam à quadra neste SÁBADO (06.07), às 10h10, para o segundo e último confronto desta quarta rodada da competição. A vitória pode deixar o Brasil bem encaminhado para a Fase Final, que vai acontecer de 17 a 21 de julho, em Mar del Plata, na Argentina.

Na partida desta sexta, o líbero Alan foi escalado no lugar de Mário Jr, que tinha defendido o Brasil nas três primeiras rodadas. O jogador saiu de quadra satisfeito com a vitória, mas espera uma evolução da equipe brasileira para o segundo confronto.

“A vitória é sempre importante, principalmente depois de um jogo difícil como esse. Temos que nos acostumar com uma partida como essa, contra um adversário de alto nível. De qualquer forma, foi um bom resultado. Esperamos ainda maior dificuldade amanhã e temos que estar preparados para isso”, disse Alan.

Tempo técnico - Brasil  - Foto:  Alexandre Arruda/CBV

Tempo técnico – Brasil – Foto: Alexandre Arruda/CBV

O técnico Bernardinho também comentou sobre a entrada do líbero. “Alan é um jogador de muita qualidade. A mudança não foi em decorrência da derrota para a França na última partida e sim porque eu precisava testá-lo. Na minha opinião, ele é superior ao Mário na defesa e o Mário é melhor no passe, mas sabemos que, mesmo na defesa, ele ainda pode melhorar”, disse Bernardinho.

O treinador brasileiro, que na véspera da partida havia elogiado o atacante búlgaro, Sokolov, falou sobre o desempenho abaixo do esperado do adversário. “O passe precisa ter uma eficiência maior, já que sabemos que as segundas partidas deles sempre foram melhores. Hoje não eliminamos, mas conseguimos minimizar os ataques do Sokolov e isso foi nosso ponto forte na partida”, disse Bernardinho.

Maior pontuador do jogo, com 19 acertos, o oposto Leandro Vissotto também comemorou o resultado positivo e chama atenção para a importância do próximo confronto. “O mais importante foi vencer hoje. No primeiro set cometemos muitos erros, que não são do nosso estilo de jogo. Mas conseguimos nos acertar. Para amanhã, precisamos entrar com mais tranquilidade, já que será um jogo fundamental para a nossa classificação”, destacou Vissotto.

O búlgaro Aleksiev foi quem mais marcou para a seleção visitante, com 15 pontos.

Bruno comemora  - Foto : Alexandre Arruda/CBV

Bruno comemora – Foto : Alexandre Arruda/CBV

O capitão Bruninho analisou a atuação do Brasil a cada parcial. “Sabíamos que a partida de hoje não seria fácil. No primeiro set erramos muitos saques e, a partir do segundo, tivemos melhor aproveitamento. Também conseguimos trabalhar melhor nosso bloqueio. No quarto set nos desconcentramos um pouco, acabamos virando no final. Nossa virada de bola poderia ser melhor e vamos estudar para melhorar isso no jogo de amanhã. Mas a vitória sempre é o mais importante e conquistar esses três pontos foi fundamental”, disse Bruninho.

Na primeira rodada, o time comandado pelo técnico Bernardinho venceu os dois jogos contra Polônia, na casa do adversário. Na semana seguinte, também nos domínios do oponente, o Brasil derrotou a Argentina nas duas partidas. No primeiro fim de semana ao lado da torcida brasileira, em São Paulo, a equipe verde e amarela venceu a França no primeiro jogo e acabou superada no segundo.

O JOGO

Contando com erros do Brasil, a Bulgária saiu na frente e fez 2/0. No ataque de meio de Éder, o time abriu o placar brasileiro. No bloqueio do oposto Vissotto,o marcador ficou empatado. Os búlgaros voltaram a comandar o marcador e fizeram 8/7 no primeiro tempo técnico. No contra-ataque do ponteiro Lucarelli, a equipe da casa passou a frente em 11/10. A Bulgária bloqueou e fez 15/13. A vantagem continuou em dois pontos na segunda parada técnica (16/14). Os adversários do Brasil chegaram a fazer 20/16. Com William, que entrou na inversão junto com Wallace, no saque, o time verde e amarelo chegou ao empate em 20 pontos. O final do set seguiu equilibrado. Quando os búlgaros fizeram 24/22, Bernardinho pediu tempo. No bloqueio de Vissotto, o Brasil empatou em 24 pontos. Mas a equipe visitante não desistiu do set e fez 26/24.

O Brasil começou a segunda parcial melhor e abriu 4/0. A Bulgária reagiu e, quando encostou em 6/5, o treinador brasileiro parou o jogo. A equipe da casa esteve bem no bloqueio e, com Vissotto neste fundamento, fez 11/7. Depois, novamente no bloqueio, com Lucão, o Brasil aumentou a vantagem para seis pontos: 16/10. Na volta do tempo técnico, mais um ponto neste mesmo fundamento, justamente no bloqueio duplo de Lucão e Vissotto. O time brasileiro seguiu comandando o set e esteve oito pontos na frente em 21/13. A parcial seguiu sem grande dificuldade para o Brasil, que venceu por 25/17.

Lucão e Dante  - Foto : Alexandre Arruda/CBV

Lucão e Dante – Foto : Alexandre Arruda/CBV

Com determinação e raça, a equipe verde e amarela demonstrou superioridade também no início do terceiro set. Melhor em quadra, o Brasil abriu três pontos de vantagem em 8/5. Com Leandro Vissotto bem no ataque, o time da casa comandou o marcador (14/10). Com dois pontos diretos de saque do central Éder, a equipe verde e amarela fez 20/14. A Bulgária tentou se aproximar e fez 22/18. Mas os brasileiros não deram chances ao adversário e venceram o terceiro set por 25/20.

A seleção brasileira começou melhor também na quarta parcial. Com Lucão bem no saque, os donos da casa fizeram 6/3. Depois de uma bola bastante disputada, com importantes defesas dos jogadores brasileiros, Éder bloqueou e levou o placar a 8/4. Com Lucarelli, o Brasil fez 11/6. A parcial seguiu no mesmo ritmo, com o time de Bernardinho mantendo a vantagem entre quatro e cinco pontos (15/10). Quando os búlgaros tiveram uma sequência de três pontos (15/13), o treinador brasileiro pediu tempo. Com Lucarelli pelo meio fundo, o Brasil fez 17/15. Após um bom saque, a Bulgária chegou ao empate em 17 pontos e assumiu o comando do marcador em 19/18. As seleções estiveram empatadas novamente em 20 e em 23 pontos. Com Vissotto, o Brasil fez 24/23. Na sequência, fez 25/23 e fechou o jogo.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Vissotto, Lucão, Éder, Lucarelli e Dante. Líbero – Alan

Entraram – Wallace e William

Técnico: Bernardinho

BULGÁRIA – Bratoev, Gotsev, Skrimov, Yosifov, Aleksiev e Sokolov. Líbero – Salparov

Entraram – Dimtrov, Gradinarov, Samunev e Milushev

Técnico: Placi Camiilo

Com informações de Brasília, Clarissa Laurence da Assessoria de Comunicação – CBV

Tags: , , , , ,



Feito em WordPress.
Esporte 2014 .
Artigos em RSS | Política de privacidade | Contato | Anuncie Aqui