Siga-nos no Google Plus Siga-nos no twitter Siga-nos no FaceBook

Campeonato Paulista 2014 – Paulistão: São Paulo perde nos penaltis para a Penapolense e está eliminado do Paulistão..

27 de março de 2014
Por
Festa da Torcida do Penapolense invade a madrugada - Fonte: capenapolense.com.br

Festa da Torcida do Penapolense invade a madrugada – Fonte: capenapolense.com.br

 

Pelas quartas de final do Paulistão Chevrolet 2014, São Paulo e Penapolense decidiram a partida nas cobranças de pênaltis, após empate sem gols no decorrer do jogo. A equipe de Penápolis venceu por 5 a 4 e conquistou a vaga na semifinal do torneio estadual de forma inédita.

Os 10 primeiros minutos de partida foram de muita vontade e pouca criação. O São Paulo controlava as ações do jogo, e o confronto acontecia, principalmente, na parte ofensiva do time da capital, no entanto, os visitantes conseguiram segurar o ataque adversário.

Ao som de vaias dos torcedores da casa, a partir dos 12 minutos, o Penapolense passou a se arriscar mais no ataque, e a equipe tricolor começou a usar os contra-ataques rápidos com o atacante Osvaldo. O primeiro chute a gol do São Paulo apareceu com o lateral-direito Douglas, que arriscou de fora da área, porém a bola tomou altura e foi por cima da trave.

O jogo passou a ser mais movimentado a partir dos 20 minutos. Com chances de ambas as partes, a partida ficou aberta, até que o meia Ganso, de longe, soltou um chute rasteiro para fazer o goleiro Samuel trabalhar pela primeira vez. O time mandante continuou no ataque e passou a pressionar, principalmente pelo lado esquerdo, com Osvaldo e Álvaro Pereira, o que fez o time de Penápolis recuar todo para o campo de defesa. Entretanto, o jogo seguiu sem fortes emoções para o torcedor.

O jogo seguiu sem oportunidades claras até os 41 minutos, quando Douglas Tanque fez belo giro para cima de Rodrigo Caio e bateu forte com a perna esquerda, porém a bola acertou a rede lateral do lado direito de Rogério Ceni. O São Paulo voltou a assustar logo em seguida, com jogada pela esquerda de Álvaro Pereira, que rolou para trás para o chute de Wellington, que passou por cima do gol do Penapolense. Ao fim do primeiro tempo, o placar mostrava um empate sem gols.

Os dois times voltaram com os mesmo atletas para a segunda etapa, e o ritmo continuou semelhante, porém, aos 8 minutos, o meia do Penapolense, Petros recebeu lançamento longo, dentro da grande área, ficou de frente para o arqueiro rival, mas se desequilibrou e perdeu a melhor chance do time até o momento. Mesmo jogando fora de casa, a equipe de Penápolis passou a dar mais trabalho, quando o atacante Alexandro arriscou um chute forte, obrigando Rogério Ceni a se esticar para defender. Surpreendendo o adversário, os visitantes continuaram no ataque, e tiveram mais uma chance no arremate de Douglas Tanque, que foi desviado pela zaga tricolor.

O São Paulo tentava reagir e, aos 21 minutos, Ganso cobrou falta venenosa que fez a bola, que parecia ser cruzada na área, tomar um efeito que a fez passar com perigo ao lado da trave do goleiro Samuel. Com a melhora, a torcida que compareceu ao Morumbi passou a jogar junto com o time. As bolas cruzadas continuaram sendo a principal arma do São Paulo, porém o goleiro do Penapolense se mostrou atento para cortar. O jogo seguiu da mesma forma, com os mandantes pressionado e os visitantes tentando explorar o contra-ataque, até os 35 minutos.

Como o empate sem gols persistia em figurar no placar, a partida caminhava para as penalidades. Querendo evitar que o resultado fosse decidido nas cobranças de pênaltis, o São Paulo continuava com suas jogadas pelo alto para tentar furar a defesa adversária, mas, assim como as outras oportunidades que tiveram no jogo, sem sucesso. Já nos acréscimos, aos 46, numa bola que sobrou na área, Ademílson emendou o chute, mas isolou a bola.

Com o fim do segundo tempo, a vaga na semifinal seria decidida nos pênaltis. Samuel defendeu a cobrança de Rodrigo Caio enquanto o time do interior teve 100% de aprovitamento para se classificar às semifinais da competição.

Fonte: Ronaldo Barreto/FPF

Festa em Penápolis

A festa da torcida do Penapolense invadiu a madrugada após o jogo histórico na noite desta quarta-feira em São Paulo. A data de 26 de março de 2014 dificilmente será esquecido pela torcida do Pantera da Noroeste. Em partida válida pelas quartas de finais do Paulistão, a equipe comandada por Narciso dos Santos eliminou nos pênaltis o São Paulo em pleno Morumbi.

No tempo normal ocorreu o empate em 0 x 0. A decisão, conforme o regulamento precisou ocorrer nas cobranças de penalidades máximas.

Os jogadores Penapolenses converteram as cinco cobranças com Guaru, Petrus, Washington, Douglas Tanque e Neto. Já o São Paulo iniciou as cobranças com o experiente goleiro Rogério Ceni. Além dele converteram os jogadores Luís Fabiano, Ganso e Osvaldo. O goleiro Samuel Pires defendeu a cobrança de Rodrigo Caio.

Além de fazer história o feito rendeu outros dividendos. O time passou pela primeira vez na história para a fase semifinal e no final de semana terá pela frente o Santos, na Vila Belmiro. A classificação ainda garantiu para o time de Penápolis, pelo segundo ano consecutivo, uma das vagas para a Série D do Brasileirão que será disputado no segundo semestre.

Fonte: capenapolense.com.br

SÃO PAULO 0 (4) X (5) 0 PENAPOLENSE

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 26 de março de 2013 (quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Alessandro Darcie
Assistentes: Mauro André de Freitas e Tatiane Sacilotti dos Santos
Público: 16.955 pagantes
Renda: R$ 406.425,00
Cartões amarelos: Wellington, Luis Fabiano, Maicon (São Paulo); Alexandro Créu, Petros, Gualberto, Rodrigo Biro, Rodnei (Penapolense)

Pênaltis: SÃO PAULO: Rogério Ceni, Luis Fabiano, Ganso e Osvaldo converteram; Rodrigo Caio desperdiçou
PENAPOLENSE: Guaru, Petros, Washington, Douglas Tanque e Neto converteram

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira; Wellington, Maicon e Ganso; Pabon (Ademilson), Osvaldo e Luis Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho

PENAPOLENSE: Samuel; Rodnei, Jailton, Gualberto e Rodrigo Biro; Liel, Washington, Petros e Guaru; Neto e Alexandro Créu (Neto)
Técnico: Narciso

Fonte: gazetaesportiva.net

Tags: , , , ,



Preencha os seus dados e comente abaixo.
Nome
Email(não será divulgado)
Seu Comentário:
 

Feito em WordPress.
Esporte 2014 .
Artigos em RSS | Política de privacidade | Contato | Anuncie Aqui