Beleza e Saúde

Beleza e Saúde

Dr. Fabio Alex
Deixo bem claro que esta pagina deste site esta destinada ao esclarecimento de seus usuários e todas as pessoas que dele utilizar. Tem nele um pouco do meu dia a dia. Deixo ainda a lembrança, de que os resultados obtidos em cirurgias, como pálpebras, liftings, lipoaspiração e os procedimentos estéticos e dermatológicos, como preenchimentos, toxina e outros, podem não ser iguais para todos os que são submetidos a estes e, que variantes são esperadas; diferenças de resultados podem ocorrer, tempo de recuperação e a resposta de cicatrização, podem ser diferente para cada paciente. O que se é colocado nesta pagina, nos livros, bem como em outros sites é o esperado e o que encontramos na maioria dos pacientes.
Dr.º Fabio Alex - CRM 91205

  Doenças de pele no verão – pelo Drº Fabio Alex

Doenças de pele no verão – pelo Drº Fabio Alex

22 de dezembro de 2010

Doenças de pele no verão

Quando o verão chega, algumas doenças começam a aparecer mais frequentemente, seja porque as pessoas ficam mais tempo expostas ao sol, seja porque consomem alimentos que ficaram muito tempo fora da geladeira, o fato é que no verão existem alguns cuidados que devem ser tomados.

Não é de meu interesse discutir o tratamento neste artigo, porem é sempre bom lembrar de que a melhor maneira para se fazer um tratamento correto é consultar-se com o seu médico e evitar a automedicação.

Como o verão é a estação mais quente do ano, são comuns as idas a praia ou ao clube, o que faz com que as pessoas fiquem com a pele úmida por mais tempo, seja porque mergulharam em algum lugar, seja porque apenas estão transpirando mais que o normal. Esse excesso de umidade favorece o aparecimento das doenças de pele, que são causadas geralmente por fungos ou bactérias, a seguir está uma lista das mais comuns nessa estação:

Câncer de pele

Uma das principais causas do câncer de pele é a exposição excessiva ao Sol. As pessoas mais afetadas por essa doença são aquelas com a pele muito clara e sensível. Para se prevenir basta não tomar sol nos horários em que ele está mais forte, das 10 horas da manhã até as 4 da tarde. Além disso, é importante passar sempre filtro solar, até mesmo no dia a dia, e evitar cigarro e exposição a substâncias químicas como arsênio e alcatrão. Os sinais mais comuns de que alguma coisa está errada são: mudanças na pele, como uma ferida que não sara ou uma pequena lesão endurecida, brilhante ou avermelhada e pintas, sinais e verrugas que crescem ou mudam de cor. Este assunto já foi abordado em outro artigo.

Miliária (“Brotoeja”)

 Miliária ("Brotoeja")

As chamadas miliárias, bolinhas de água vermelhas acompanhadas de coceira, são erupções que aparecem principalmente em crianças nas regiões das dobras de pele, como o pescoço. Afeta principalmente as crianças, mas também pode atingir os adultos. Elas estão relacionadas à secreção das glândulas sudoríparas e aparecem por causa do excesso de calor e transpiração. Para se prevenir, evite sol e ambientes muito quentes, assim como roupas quentes e de lã e não dê banhos com água muito quente nas crianças.
O quadro está relacionado com o aumento do calor e da produção do suor que, extravasando dentro da pele, antes de atingir a superfície, provoca um processo inflamatório.
A localização mais comum é o tronco e a região cervical. As lesões geralmente são acompanhadas por coceira. Formam-se “bolinhas avermelhadas” ou vesículas (pequeninas bolhas) sobre pele avermelhada, podendo, em alguns casos, formar lesões mais exuberantes.
Devido à coceira, a pele pode apresentar sinais de escoriação e pequeninas crostas sobre as lesões, devido à ruptura das bolhas pela coçadura.
É comum a ocorrência de infecção secundária à doença, com o surgimento de pústulas (bolhas de pus) ou nódulos dolorosos.

Acne

Durante o verão a oleosidade da pele aumenta o que favorece o surgimento de acne. Além disso, a exposição ao sol, em um primeiro momento, pode até melhorar o problema, porém, após alguns dias, há um aumento da produção sebácea o que piora a acne. Por isso, para quem sofre com esse problema o melhor mesmo é evitar se expor demais ao sol.

Candidíase

A candidíase aparece mais no verão, pois as pessoas costumam ir a praias e piscinas e não tiram o maiô, biquíni ou sunga molhados depois que voltam para casa. Isso facilita a proliferação de fungos, como o causador dessa doença, que se caracteriza pela formação de pequenos pontos vermelhos e coceira nos genitais e em mucosas, como o canto da boca.

Pano branco ou pitiríase versicolor

Pano branco ou pitiríase versicolor

Essa micose é muito comum em climas tropicais. O causador dela é o fungo Ptyrosporum ovale, que existe normalmente no meio ambiente, mas que só causará problemas de saúde se tiver condições adequadas para isso. O pano branco só aparece quando a pessoa está com baixa imunidade, e quando o fungo se encontra em um ambiente úmido e de bastante calor. Os sintomas são manchas brancas na pele, mas em alguns casos as manchas podem ser castanhas ou avermelhadas.

Impetigo

Essa doença é causada pelo desequilibro da população de uma bactéria normalmente presente na pele, a Streptococcus pyogenes, e que pode ser deflagrada por mudanças no clima. Lesões na pele, como as causadas por picadas de insetos, são o local ideal para o desenvolvimento e ação dessa bactéria, que causa inflamação e forma uma crosta cor-de-mel na ferida.

Pé-de-atleta ou frieira

Pé-de-atleta ou frieira

Essa micose aparece entre os dedos e causa vermelhidão na pele dos pés. Ela é altamente contagiosa, mas geralmente as pessoas costumam contrair tal fungo por meio do próprio ambiente. Por isso é importante não andar descalço em vestiário de piscina, tocar em animais desconhecidos e usar calçados de outras pessoas. Além disso, tente sempre deixar o ambiente arejado, ande descalço dentro de casa e use sandálias abertas sempre que possível, use roupas de algodão que facilitam a transpiração e enxugue bem todas as “dobras” do corpo. Geralmente os sintomas são o embranquecimento da pele entre os dedos do pé e a descamação dela, que eventualmente se rompe em pequenas fissuras. Quando a micose não se encontra entre os dedos e sim na sola do pé, ela se caracteriza por uma leve irritação e então envolve toda a sola do pé.

Larva migrans (“Bicho Geográfico”)

Larva migrans ("Bicho Geográfico")

Outra doença de pele que pode ser contraída nas praias é a larva migrans que é transmitida por larvas de parasitas presentes em fezes de cachorro. Por isso é proibido levar cachorros nas areias de praia. O parasita entra pela pele, principalmente pelos pés, e causa inflamação.
A larva migrans, conhecida vulgarmente como bicho geográfico, é uma doença causada por parasitas intestinais do cão e do gato. Ao defecar na terra ou areia, os ovos eliminados nas fezes transformam-se em larvas. Estas, penetram na pele do homem causando a doença.
Por estar em pele humana, a larva não consegue se aprofundar para atingir o intestino (o que ocorreria no cão e no gato), e caminha sob a pele formando um túnel tortuoso e avermelhado.  Mais comum em crianças, as lesões são geralmente acompanhadas de muita coceira. Os locais mais comumente atingidos são os pés e as nádegas. Pode ocorrer como lesão única ou múltiplas lesões. Devido ao ato de coçar é freqüente a infecção secundária das lesões.

Onicomicoses

A doença que afeta as unhas mais freqüente durante o verão é a onicomicose. Doença provocada por fungos e também pelas leveduras. Ela começa na ponta da unha, deixando-a amarela, espessa e com uma aparência feia. Além disso, ela dói bastante e incomoda. Este assunto já foi discutido em outro artigo.

Tinea inguinal (“micose da virilha, jererê”)

A tinea inguinal (ou tinea crural), micose que atinge a região da virilha, é causada pelo crescimento, nesta região, de fungos do gênero dermatófitos ou pela levedura Candida albicans. A anatomia da virilha favorece o crescimento destes microorganismos, devido à escuridão, calor e umidade, características desta área do corpo.
Durante o verão, com o aumento do suor ou o uso de roupas de banho molhadas durante muito tempo, a umidade local aumenta ainda mais, o que torna este tipo de micose mais frequente nesta época do ano. A tinea inguinal é confundida com alergia ao tecido elástico das roupas de baixo ou de banho. Na verdade, o uso de tecidos sintéticos favorece o crescimento da micose por dificultar a evaporação do suor.
A doença se manifesta pela formação de manchas avermelhadas, úmidas ou descamativas, geralmente acompanhadas de muita coceira. Atingem a região da virilha, mas podem se alastrar até as nádegas e o abdomem.
Quando o fungo responsável é o dermatófito, as lesões apresentam bordas bem delimitadas, em geral descamativas, que vão crescendo de forma centrífuga.

Insolação

Insolação

A insolação acontece quando uma pessoa fica tempo demais exposta ao sol. Seus sintomas são intensa falta de ar, dor de cabeça, náuseas, tontura, temperatura do corpo elevada, pele quente, avermelhada e seca, extremidades arroxeadas e até mesmo inconsciência. Além disso, com ela também vem a desidratação e queimaduras que podem ser apenas pele vermelha até bolhas na pele. Para evitar que isso aconteça com você, evite tomar sol nos horários em que ele está mais forte e sempre use filtro solar.

Herpes (herpes simples, herpes labial)

O herpes é uma infecção causada pelo Herpes simplex virus. O contato com o vírus ocorre geralmente na infância, mas muitas vezes a doença não se manifesta nesta época. O vírus atravessa a pele e, percorrendo um nervo, se instala no organismo de forma latente, até que venha a ser reativado.

Herpes (herpes simples, herpes labial)

A reativação do vírus pode ocorrer devido a diversos fatores desencadeantes, tais como: exposição à luz solar intensa, fadiga física e mental, estresse emocional, febre ou outras infecções que diminuam a resistência orgânica.
Algumas pessoas têm maior possibilidade de apresentar os sintomas do herpes. Outras, mesmo em contato com o vírus, nunca apresentam a doença, pois sua imunidade não permite o seu desenvolvimento.
As localizações mais frequentes são os lábios e a região genital, mas o herpes pode aparecer em qualquer lugar da pele. Uma vez reativado, o herpes se apresenta da seguinte forma:

  • Inicialmente pode haver coceira e ardência no local onde surgirão as lesões.
  • A seguir, formam-se pequenas bolhas agrupadas como num buquê sobre área avermelhada e inchada.
  • As bolhas rompem-se liberando líquido rico em vírus e formando uma ferida. É a fase de maior perigo de transmissão da doença.
  • A ferida começa a secar formando uma crosta que dará início à cicatrização.
  • A duração da doença é de cerca de 5 a 10 dias.

Fitofotomelanose

A fitofotomelanose é uma manifestação alérgica causada pela exposição ao sol da pele que teve contato com plantas ou suco de algumas frutas, principalmente limão, laranja e tangerina. Outros produtos como perfumes e refrigerantes, também podem causar a reação, sendo neste caso uma fotomelanose.

Fitofotomelanose

A doença se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras nas áreas afetadas. O formato das manchas depende da exposição da pele às substâncias, sendo freqüente lesões pontilhadas causadas por respingos de limão espremido. As áreas mais comumente afetadas são o dorso das mãos, colo e os lábios.
Reações mais intensas, chamadas de fotodermatites, podem dar origem ao surgimento de manchas avermelhadas e até mesmo de bolhas, acompanhadas ou não de coceira, sensação de queimação e/ou ardência no local.

Cuidados para o verão

Como vimos, basta somente que cuidados sejam tomados para se evitar algumas das principais doenças de pele que nos acomete no verão. Devemos evitar a automedicação e o melhor remédio ainda é procurar o seu médico para que as dúvidas sejam sanadas e o tratamento correto seja imposto. Nos próximos artigos, falaremos destas doenças mais profundamente.


Em Dicas,Doenças,Pele,Prevenção e Comentários (3)


Compartilhe:


Link:

3 Comentários para “Doenças de pele no verão – pelo Drº Fabio Alex”

  1. vanda brandalise disse:

    A cartilha do verão está dada, e muito bem.Basta que não nos esqueçamos do que voce expos.Com toda a explicação e fotos fica mais fácil evitarmos o contágio.

  2. omar disse:

    Eu estou com umas pintinhas vermelhas na pele faz tres dias ta se proliferando cada vez mais

  3. claudio disse:

    desejo ao dr Fabio um Feliz Ano novo e obrigado pelas dicas na area de saude no portal braganca

    um grande abraço

Mais em Dicas, Doenças, Pele, Prevenção (22 de 46 )